O que é DLP (Data Loss Prevention) e como funciona na prática?

A proteção e segurança de informações se tornou uma preocupação corriqueira no mundo empresarial. Se um sistema é acometido de invasões, por exemplo, existe a possibilidade da corporação ter prejuízos bem consideráveis, ocasionando até mesmo na sua falência.


Dito isso, o Data Loss Prevention (DLP) surge para prover recursos adicionais de proteção e segurança, de modo a evitar extravios e acessos indevidos de dados.


Ao longo deste artigo, explicaremos e mostraremos o conceito e as funcionalidades do Data Loss Prevention. Além disso, trataremos sobre algumas razões que tornam essa solução de grande importância dentro do ambiente corporativo.


Ficou interessado em se aprofundar nesse tema? Então continue conosco nessa leitura!





O que é Data Loss Prevention (DLP)?


É conhecido por prevenir a perda de dados, o Data Loss Prevention são produtos e práticas com ênfase em solucionar problemas de segurança de uma corporação.


Em outras palavras, o foco do DLP é evitar que acessos maléficos não sejam sucedidos nos sistemas da empresa, realizando o bloqueio de dados da organização para que não sejam externalizados da rede corporativa.


Acompanhe a seguir e conheça os três principais tipos de DLP.


Network DLP


O Network DLP é responsável por monitorar, rastrear e gerar relatórios sobre os dados que transitam na rede da empresa.


Além disso, ele diz para onde as informações estão indo, bem como as pessoas que estão acessando. Tudo é salvo em um banco de dados. O DLP é integrado aos pontos em que os dados saem da rede da companhia.


Storage DLP


O Storage DLP é bastante útil na hora de controlar aqueles dados que são salvos na nuvem. Tudo aquilo que for considerado confidencial é de conhecimento dos profissionais responsáveis pela rede, pois a ferramenta permite a visualização destes arquivos.


Desse modo, os potenciais riscos passam a ser identificados e anulados.


Endpoint DLP


O uso de dispositivos removíveis — pen drives, por exemplo — é bastante recorrente no meio corporativo. No entanto, o mau manuseio pode trazer problemas sérios, como o vazamento de informações.


É justamente esta a função de um Endpoint DLP: todos os equipamentos usados na empresa recebem a instalação dessa solução, que realiza o monitoramento e impede que dados sensíveis sejam vazados para fora da rede da companhia.

Como funciona o DLP?


O DLP é o objetivo final e não participa, prioritariamente, do processo de execução. Para chegar a esse objetivo e proteger dados, é necessário compreender alguns destaques sobre os dados que deseja proteger.

  • Que tipo de dados você possui? Conformidade e governança? Propriedade intelectual?

  • Quem tem acesso a esses dados? Quem deveria ter?

Com essas informações e permissões identificadas, é possível verificar o que deve ser protegido. Aqui estão algumas maneiras de proteger os dados contra perdas:

  • Backups: Perdeu dados? Consiga-os de volta a partir do backup e problema resolvido.

  • Criptografia: A criptografia impede que a pessoa que rouba os dados acesse ou os leia. Isso significa que os dados não se “perdem” , mesmo não estando na rede.

  • Monitoramento: O monitoramento visualiza os dados, de maneira constante, para que possa ser possível reconhecer quando um ataque interno ou externo está acontecendo.

O papel do DLP na segurança cibernética


O DLP é essencial em um plano completo e seguro de cibersegurança. É preciso defender as informações contra prejuízos causados por extração de informações para manter a produtividade e evitar violações.


O que o software DLP defende?


Propriedade Intelectual


– Documentos de design.

– Planos de projetos .

– Pedidos de patentes.

– Código fonte.

– Documentação de processos.

Dados Corporativos


– Registros e demonstrações financeiras.

– Registros de funcionários.

– Documentos de preços.

– Logins de usuários.

Dados do Cliente


– Logins de usuários final.

– Números de cartões de crédito.

– Números de documentos pessoais.

– Dados médicos.


Essa não é uma lista abrangente. Pode haver muitos outros tipos de dados que são precisos proteger com a mesma eficácia. Uma averiguação completa descobre um tesouro em formas de dados que você não sabia que devia se preocupar.





Quais os benefícios do DLP?


Conforme o que foi visto até agora, é possível confirmar que a adesão do DLP às empresas, traz diversos ganhos ao negócio. Entre os principais deles, podemos citar:

  • Proteção mais elevada para informações confidenciais em aplicativos e armazenamento em nuvem.

  • Governança corporativa automatizada.

  • Maior vantagem competitiva.

  • Proteção contra ameaças de IoT e BYOD (Bring Your Own Device), que consiste em o colaborador levar um dispositivo pessoal para usar no ambiente de trabalho, como um notebook.

  • Prevenção quanto ao uso indevido de dados, tanto internos como externos à rede corporativa.

O Data Loss Prevention dispõe recursos adicionais de proteção e segurança de maneira a evitar extravios e acessos indevidos de dados. Para adotar esse tipo de solução, contratar uma empresa especializada faz toda a diferença.


Nós, RS Data Security, temos a Safetica, uma solução robusta que pode lidar de forma eficiente com questões referentes à proteção e segurança da informação, impedindo também vazamentos de dados acidentais ou propositais, enquadrando-se nos benefícios transmitidos pelo DLP.


Ficou curioso sobre os nossos serviços? Contacte-nos!

3 visualizações0 comentário